Comentários Sobre a Vida

52.10.03 – Tamanhas Experiências de Vida

Na passada semana consegui experienciar uma “vida” que pensei na altura (aliás sempre tenho pensado nisso!) que estaria à altura de a concretizar.Reparem que utilizei os verbos no modo passado!!!

Quando fiquei de repente sem trabalho, em Maio de 2012, tive quase a certeza que muito rapidamente voltaria a arranjar uma ocupação, fosse ela qual fosse! Não foi assim… Contudo, interiormente queria acreditar que qualquer trabalho que viesse à rede era susceptível de ser um êxito. Por isso fui tirar um curso profissional e especializar-me numa área que sempre gostei. Fui para soldador, e já durante o curso fiquei com a experiência que a profissão não é assim tão fácil e cativante como à partida poderia pensar. Aquele ambiente industrial, pouca luz, muito fumo, muito ruído, muita roupa e equipamento no estio (compensa no inverno aquelas altas temperaturas!), a cadência da produção, etc. etc… No entanto não queria acreditar que EU não conseguia desempenhar esse trabalho! Finalmente surgiu a oportunidade de o fazer em ambiente real, pois fui admitido numa empresa de Sto. Tirso que constrói baldes para as máquinas de trabalhar a terra! Estive lá toda a semana passada e…. passei-me! A dureza é grande, mas eu até tinha sido avisado! Consegui adaptar-me e ao fim do 2º dia estava já numa cabine, sozinho, a soldar baldes, forte e feio!!! Chegava a casa cansado, pelas 19h00 e no dia seguinte lá me levantava pelas 6h30 para voltar ao trabalho.

Posso muito honestamente dizer que o trabalho é duro, as pessoas do meio são rudes, habituadas que estão à falta de meios, de qualidade de vida, talvez até de esperança de um dia, quem sabe, conseguirem dar a volta à sua situação. Mas o que me custou mais foi o facto de ter a firme visão que não é fácil para quem está naquele tipo de trabalho de manter o discernimento para continuar a progredir na vida! Tive medo de cair na rotina que é preciso encaixar, para ganhar anticorpos e resistências para viver aquela vida! Tive medo de não poder voltar a utilizar toda a minha experiência e saberes para melhorar a minha situação e a da família! Tive medo de embrutecer e de ser explorado, limitando-me a receber o ordenado, uns míseros 650€ mensais (perdoem-me os humanos que consideram esse valor já um bom ordenado!)! EU SEI QUE QUERO MUITO MAIS! Não quero parecer convencido, aliás eu sei que não o sou, no sentido que todos criticam e reprovam. EU QUERO MAIS de uma forma saudável! Eu sei que posso chegar mais longe, tenho armas para isso! Poderia me limitar a ser um “adulto” num recreio de “crianças” e assim impor a minha suposta presença (talvez categoria!). Não vou deixar que me coloquem barreiras e limitações, muito menos auto-impostas! Quero voltar a acreditar que consigo fazer mais e melhor! Não vou limitar os meus sonhos. Antes expandi-los! Antes lutar! Uma coisa fiquei a compreender melhor: temos tantas “histórias” interiores nas nossas cabeças e nas quais queremos acreditar… ufff! Fundamental mesmo é separar o trigo do joio!

Foi mais uma experiência que me fez apreciar de sobremaneira a idade que começo a acumular! A idade leva a uma plenitude, cada vez mais… estou a gostar! E a decidir o que mais gosto de fazer na vida!

Carlos RochaIMG_0377

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s