Comentários Sobre a Vida

2016.05.29 -Trabalho e Vida!

Desde que me conheço, tenho a experiência do meu pai; ele sempre viveu e trabalhou connosco e por isso incutiu em nós a necessidade absoluta de Viver e Trabalhar! Na altura tinha a certeza que era impossível destrinçar as duas situações; Vida sem Trabalho e vice versa, seria de todo contra natura. Assim cresci, vendo-o a trabalhar todo o tempo; obrigando a sua família ao trabalho! Era essa a nossa natureza… Quando optei por ir trabalhar para fora, no meu primeiro emprego por conta doutrem, lembro-me que travei uma “guerra” interna. Seria eu capaz de Viver e não Trabalhar todo o tempo? Perguntava-me como seria isso possível? Ao cumprir um horário normal, das 8h às 5h, isso bastaria para “satisfazer” a necessidade de Trabalho incrustada no meu espírito? Reflecti muito sobre isso e acabei por chegar à conclusão que talvez fosse mesmo possível Trabalhar mas ao mesmo tempo Viver ou mesmo Trabalhar o necessário só para Viver! Com o correr dos anos, surgiu a ideia de que teria de voltar para casa, para continuar a caminhada de meu pai e assim ajudar no desenvolvimento da empresa familiar. Não tenhamos dúvidas que fiz isso com um espírito de entrega mas também com uma ponta de orgulho pessoal e algum egoísmo; sabia que poderia através do trabalho, ter/oferecer outras condições de Vida à minha família e a mim próprio. Cortei algumas possibilidades de realização nas empresas por onde passei, de progressão de carreira, pelo sonho antigo de voltar e Trabalhar para esse sonho. Hoje, se pudesse voltar atrás, nessa encruzilhada optaria pelo caminho oposto, pela estrada que me levaria à Vida independente da empresa familiar! No entanto não foi essa a escolha e por isso aqui estamos. Trabalhei no sentido do engrandecimento da empresa, com orgulho na mesma e no caminho que fomos traçando. Cometi alguns erros, tive reacções de amor próprio, de visão algumas vezes egoísta; ninguém é perfeito! Dediquei muito (demasiado?) tempo a este sonho, reconheço-o agora! Será que acontece com todos os outros pais, chegar a uma altura da vida em que ao olhar para trás e ao tentar recordar, temos dificuldades em fazê-lo? Ao tentar fazer um “balanço”, chegamos à conclusão que afinal todo o esforço realizado pode ter sido em vão! Muitas vezes tenho dificuldade em identificar o convívio que tive (?) com a família, com os meus filhos! Chego à conclusão que deveria ter dado mais tempo a essa tarefa, e reconheço-o muitas vezes com uma lágrima ao canto do olho! A idade transforma-nos em seres mais “piegas” e sentimentais! É bom recordar! Depois veio a hecatombe… a venda da empresa familiar! Agora reconheço-o que para mim tal evento acabou por me trazer algum alívio mas muito mais dissabor e desilusão! Tudo nesta vida tem um fim! Depois veio a “travessia do deserto”. Tirei deliberadamente uns meses sabáticos, reflecti muito sobre a vida e sobre o futuro! A minha idade física não me deixava prosseguir as minhas ideias e sonhos! Muitos desses sonhos ficaram a hibernar, alguns mudaram, outros desapareceram; a realidade da vida (das pessoas e factos que compõem o nosso mundo!) levam-nos a crescer e a colocar bem os pés na terra! Como era possível um cambio tão grande? Apesar de tudo sabia que continuava a ser um ser humano com muita sorte, por tudo o que ainda podia fazer e ter! Depois veio a possibilidade de voltar ao meio onde estive e no qual me especializei; teria que ser inteligente e tirar partido disso mesmo e assim poder levar mais valia às pessoas que voltaram a me dar um ordenado; pude voltar a trocar o meu tempo e conhecimentos por um determinado montante mensal e assim pude voltar a ajudar a minha família! O tema do Trabalho e da Vida voltou à minha mente precisamente este fim de semana! Ainda há bem pouco tempo indaguei-me sobre este assunto e notei alguma relutância da minha parte em terminar a relação de Trabalho se, por exemplo, tivesse a possibilidade de ganhar uma boa quantidade de dinheiro! Tive na altura dificuldade em projectar o que seria a minha Vida se tal acontecesse. Penso que neste dia essa “crença” de que o Trabalho é absolutamente indispensável, ruiu! Um outro sonho surgiu, o de ter a possibilidade de Viver e não Trabalhar! Pode parecer um pouco estranho eu ter este comportamento; afinal de contas não é o que todos queremos? Pelos vistos a minha experiência de Vida condicionou-me nesse sentido mas como já referi atrás, tudo nesta vida tem um fim! Sonho agora poder usufruir da Vida e fazer tantas coisas que sempre quis fazer e sonhei, aproveitando o tempo que temos disponível! Afinal de contas é preciso muito pouco para sobreviver e Ser Feliz!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s